Bergamo – Itália

UM POUCO DE HISTÓRIA

Foi fundada pelos celtas, no século 6 a.C. e incorporada ao império romano em 49 a.C. Dominada pelos francos em 774 onde ocorreram inúmeras batalhas por território com a cidade de Bréscia.
Em 1428 a República de Veneza que dominava a região, incorpora Bérgamo a sua república, reconstrói a cidade e em 1561 ergue muros de defesas ao redor da Cidade Alta para proteger os habitantes locais de invasões e saques. A partir de então, Bérgamo é considerada uma cidade fortaleza.
Situa-se em uma colina com vista para planície, montanhas, rios e vales verdes que circundam os muros venezianos da cidade alta, com 5,3 km de extensão, 4 portas de entrada ( S. Agostino, S. Giacomo, S. Alessandro e Garibaldi), construída pela República de Veneza . A construção teve início em 1561 e terminou em 1588.
Bérgamo é conhecida como a Città dei Mille (Cidade dos Mil), importante movimento para a Unificação Italiana colaborando com a expedição dos Mille di Guissepe Garibaldi.
Em 1887 foi construído o funicular interligando a Cidade Baixa com a Cidade Alta. No século 20 , ocorreu o desenvolvimento da Cidade Baixa com novos edifícios neoclássicos, ruas planas e avenidas com jardins públicos,  é a parte moderna da cidade.

Sugestão de roteiro

Comece pela cidade baixa, a partir da estação de trem, seguir pela rua principal direto, Viale Papa Giovani XXIII, ao longo do caminho, poderá visitar os pontos turísticos da cidade baixa, parar para uma refeição. Seguindo ate o final, chegará na estação onde pegamos um funicular para ir ate cidade alta. O percurso é de 2,3 km a pé. Super tranquilo.

20171114_122018

O que fazer – Citta Alta

Em Bérgamo existe esse funicular para chegar na cidade alta e o funicular da cidade alta para San Vigilio e essa é uma dica para turismo na cidade também, subir até San Vigilio e ver do alto tanto Bérgamo Alta como Baixa.
Ao descer do funicular você sai na  Piazza delle Scarpe, que é seu ponto de partida as  várias ruas estreitas.

Torre del Gombito

Com seus 52 metros de altura, em pedra e estilo romântico, a Torre del Gombito foi construída no século XII. Apresenta algumas aberturas em sua estrutura que comprova o fato de ter sido construída e usada para defesa militar. Até 1500 teve essa finalidade e depois em 1877 foi doada ao município, que a restaurou no início de 1900 e hoje é atração turística na cidade, são 263 degraus para subir. A visita é gratuita e precisa agendar antes.

 Piazza Vecchia

A Piazza Vecchia é a principal da cidade e por muitos séculos foi o centro representativo do governo local. É o coração da cidade. No Centro da Piazza está a Fontana Contarini, ao redor o Palazzo Nuovo com a Biblioteca Angelo Mai, o Palazzo della Ragione e o Palazzo del Podestà e a Torre Civica ou Campanone.

20171115_124958

Fontana Contarini

Fontana no meio da Piazza Vecchia com água geladinha para beber e se refrescar. Ela é datada de 1780 e construída em mármore de Zandobbio.

20171115_132609

 Palazzo Nuovo e Biblioteca Angelo Mai

O Palazzo Nuovo foi criado para ser sede da prefeitura da cidade no passado, hoje abriga uma importante biblioteca l

    ocal, a Angelo Mai. Sua arquitetura neoclássica se destaca com seu mármore branco.

Palazzo della Ragione

Edifício mais antigo da cidade, construído no final do século XII, adornado por elementos da renascença em sua fachada e do leão de São Marcos, símbolo de três séculos de dominação veneziana.

Palazzo del Podestà

Também construído no século XII, é sede do Museo Storico dell’Età Veneta.

Torre Civica ou Campanone

Construída entre o século XI e XII pela família Suardi, tem 52,76 metros de altura, sendo a torre mais alta da cidade. Naquela época as famílias disputavam a sua importância construindo torres, quando mais alta mais importante seria a família, por esse motivo chamam Bérgamo de cidade das cem torres (outras cidades chamam assim também, entre elas Praga). Toda noite às 22h o sino do Campanone soa 100 vezes, recordando aos habitantes o toque de recolher e fechamento das portas do muro veneziano, como de tradição no passado.
E possível subir de escada ou elevador o custo do (ticket €3). Mas não subimos porque estava fechada e preferimos seguir nosso roteiro., como fomos no inverno, escurecia cedo.

Basilica di Santa Maria Maggiore

Foi construída em 1137 para que a Santa protegesse Bérgamo da peste negra. O exterior deslumbrante passa a ser simples perto da sua beleza interna com afrescos góticos, tapeçarias, além das peças em madeira feitas por desenho de Lorenzo Lotto (um dos principais pintores da época do renascimento veneziano) e confessionário barroco de Andrea Fantoni (famoso escultor).
Na basílica estão os túmulos do professor Simon Mayr e do compositor de ópera Gaetano Donizetti, orgulho de Bérgamo.

Capella di Bartolomeo Colleoni

A Capella fica ao lado da Basilica di Santa Maria Maggiore. Foi encomendada por Bartolomeo Colleoni em 1472 e feita por Amadeo (importante escultor, engenheiro e arquiteto italiano), é a maior representação do renascimento em Bérgamo, lá encontra-se o sarcófago de Colleoni, um nobre da época e bastante vaidoso pois a Capella Colleoni foi o modo de o fazer um imortal na memória da cidade. Existe uma lenda de que quem toca o brasão de Colleoni, vai ter boa sorte. Detalhe, o brasão dele tem uma representação de três testículos, Colleoni tinha uma anomalia e possuía três testículos de verdade.

O Battistero

A Basilica di Santa Maria Maggiore foi por séculos o local que se fazia batismo em Bérgamo. Em 1340 construíram um batistério interno, que permaneceu até 1660, quando o rito batismal foi transferido para o Duomo. Em 1898 o batistério foi resconstruído em forma neogótica pelo arquiteto Viginio Muzio, na frente do Duomo. Dentro baixos-relevos com a vida de Jesus do famoso escultor Giovanni da Campione.

O que fazer na Citta Bassa

Igreja Santa Maria Immacolata delle Grazie

Foi fundado em 1422 por San Bernardino como um convento franciscano. Em meados do século XIX, devido à reorganização urbana da cidade que envolveu a construção de uma grande avenida que ligava a estação à Porta di Sant’Agostino, a igreja foi demolida e depois reconstruída em um local ligeiramente deslocado em comparação com o local anterior.

O layout atual da igreja da cruz grega no estilo neoclássico é devido ao arquiteto Antonio Preda, que conseguiu criar um importante edifício que foi bem colocado na nova situação arquitetônica da cidade, tornando assim o complexo monumental do coração da cidade.

della grazie

Porta Nuova

Foi construído em estilo neoclássico em 1837, por ocasião da entrada na cidade de Ferdinand I da Áustria ( 1838 ), em um projeto anterior de 1828 pelo arquiteto Giuseppe Cusi , ladeado por Ferdinando Crivelli .

porta nova

Torre dei Caduti na Viale Roma

A torre  está localizada na parte baixa da cidade na Piazza Vittorio Veneto , no início do Sentierone, a chamada sala de Bergamo . A partir de 24 de maio de 2015, após um período de restauração, está novamente aberto. O monumento de 45 metros de altura foi projetado pelo arquiteto Marcello Piacentini .

20171114_120137

Via Sentierone e  a Via Zambonate

São ruas de compras.

Piazza Pontida

Um local com vários  bares, lojas e restaurantes e, na arquitetura se vê a presença de arcos medievais.

Para maiores informações sobre os pontos turisticos,  horários para visitação e preço, segue aqui o Guia de Bergamo .

Espero que tenha gostado. Deixe seus comentários e até o próximo post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s