Lodi

Lodi, é uma província da região da Lombardia. Tem um pouco mais de 47.000 habitantes, fica a 50 km aqui de Cremona, onde moramos.

Chegamos lá e estacionamos o carro ao lado do CASTELO VESCONTEO e do PARQUE ADDA SUD. De lá seguimos para a Via Vittorio Emanuelle e chegamos a Piazza Della Vitoria, onde tem alguns pontos turisticos.

Dá pra conhecer tudo a pé. Vai ai uma dica: antes de ir , entra no site das atrações e verifica se estão abertos e quais são os horarios de visita.

Você pode começar na Praça do centro historico (nome oficial “Piazza della Vittoria”), centro e coração de Lodi e Lodigiano. É uma das praças mais bonitas, amplas e animadas da Itália; mantém o calçamento do século XVIII . É dominado pela Catedral e pela Câmara Municipal, lado a lado. Ao redor, casas com arcadas irregulares do século XIV ao século XX: o edifício mais imponente é o Palazzo Vistarini (lado sul), um castelo do século XIV. que no lado em direção ao Corso Vittorio Emanuele se torna o Palazzo Barni do século XVIII.

Ainda na praca principal, do lado da Catedral ergue-se a fachada neoclássica da Câmara Municipal, com arcadas : nas laterais, os bustos dos dois fundadores da cidade: Pompeo e Federico Barbarossa. Daqui, ao longo da curta Via Incoronata, chega-se ao templo Civico.

UM POUCO DA HISTORIA DE LODI

A cidade foi re-fundada em 3 de agosto de 1158 por Federico Barbarossa, não nas ruínas de Laus Pompeia (onde hoje fica Lodi Vecchio ), mas ao longo das margens do Adda , para permitir-lhe uma posição de maior controle sobre o território, após a destruição da antiga vila de Laus Pompeia.

Atualmente a cidade é um importante pólo industrial nas áreas de cosméticos , de ‘ artesanato e produção de leite – laticínios . É também o ponto de referência de um território principalmente dedicado à agricultura e à pecuária : em virtude dessa peculiaridade, Lodi foi eleita sede da faculdade de medicina veterinária da Universidade de Milão e também do Parque Tecnológico Padano , um dos institutos de investigação mais qualificados a nível europeu no domínio da biotecnologia agroalimentar .

PRINCIPAIS PONTOS TURISTICOS

Duomo (Catedral Basílica da Assunção da Virgem
É o monumento mais antigo e importante de Lodi, bem como uma das maiores igrejas de toda a Lombardia . A sua construção foi empreendida simbolicamente em 3 de agosto de 1158, dia da fundação da cidade, e terminou em 1284. A fachada assimétrica de terracota é tipicamente românica, apesar de ser caracterizada por um alto pórtico gótico e uma grande rosácea renascentista ; a torre do sino , construída entre 1538 e 1554 em um projeto de Callisto Piazza de Lodi, permaneceu inacabado por razões de segurança militar . O interior, com três naves cobertas por abóbadas cruzadas , alberga notáveis ​​obras de arte, incluindo um políptico de Calisto Piazza . A parte mais antiga do edifício é a cripta , que alberga os restos mortais do padroeiro San Bassiano ; no absidíolo esquerdo, aliás, há um grupo escultórico do século XV que representa uma lamentação sobre o Cristo morto.

Templo Cívico da Santíssima Virgem Coroada
Localizado em uma rua muito estreita perto da Piazza della Vittoria , é considerada uma obra-prima do Renascimento lombardo e representa o monumento mais prestigioso da cidade do ponto de vista artístico . Projetado em 1488 por Giovanni Battagio , foi construído às custas do município como expressão da religiosidade popular no local de um bordel . O templo assemelha-se a uma pequena construção octogonal, coberta por uma cúpula com oito segmentos encimados por uma lanterna; a torre do sino pontiaguda e a fachada foram concluídas em períodos posteriores. O interior é embelezado com suntuosas decorações douradas e hospeda numerosos afrescos , mesas e telas feitas entre o final do século XV e o início do século XIX por Bergognone , a oficina de Piazza e Stefano Maria Legnani ; os segmentos da cúpula foram pintados com afrescos no século 19 por Enrico Scuri.

Lindissima, imperdivel a visita

Igreja de Sant’Agnese
Em estilo gótico lombardo do século XIV , preserva uma importante obra de arte: o Galliani Polyptych realizado em 1520 por Alberto Piazza . Destaca-se também a rosácea decorada com majólica policromada. Junto à igreja ergue-se o antigo convento com claustro marcado por arcos pontiagudos, transformado durante o século XIX numa sunttuosa residência agora dividida em apartamentos privados

Castelo Visconteo e Torrione
É uma típica fortaleza medieval, em grande parte destruída; sua torre alta e maciça é um dos símbolos mais conhecidos da cidade. O prédio não pode ser visitado por ser ocupado pela sede da Polícia de Lodi. Fica ao lado do Parque Adda Sud.

Portão de cremona
É o único que resta entre os antigos portões de acesso à cidade. Seu aspecto atual deve-se à reforma completa realizada entre 1790 e 1792 pelo arquiteto Antonio Dossena.

Pietre della memoria

É um grande monumento dedicado aos que morreram na Primeira Guerra Mundial; o monumento é constituído por uma gigantesca placa de mármore na parede com, à sua frente, a estátua de um soldado com a bandeira do seu país, colocada sobre um pedestal de pedra em forma de paralelepípedo.

Basílica de San Bassiano

Foi consagrada em 1 ° de janeiro de 378 por San Bassiano, primeiro bispo e padroeiro da diocese de Lodi. Na época da construção, estava localizado na periferia da cidade de Laus Pompeia, além da ponte sobre o Sillaro , na bifurcação das estradas para Piacenza e Cremona.

A basílica foi o primeiro local de culto cristão na nova diocese; a consagração contou com a presença de Sant’Ambrogio, bispo de Milão, e San Felice, bispo de Como. Após a morte de São Bassiano, sepultado na Basílica, passou a ser conhecido (não oficialmente) com seu nome.

Durante as duas destruições da antiga Lodi pelos milaneses (1111 e 1158), a Basílica permaneceu intacta. Após a fundação da nova Lodi, a 6 quilômetros de distância, os restos mortais de San Bassiano foram transferidos para a catedral da nova cidade. A Basílica foi reconstruída no século XIV de acordo com o estilo gótico lombardo, mas sofreu uma lenta degradação nos séculos seguintes.

Restaurado no final do século XIX e meados do século XX, constitui um importante testemunho artístico e religioso. Em 11 de junho de 1875 foi reconhecido como um monumento nacional italiano.

A Basilica, foi unica atração que visitamos, fora do centro historico, a 6 km de distancia.

Clicando aqui, vocês podem ver mais algumas atrações dessa cidade Linda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s